quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Vista por Santiago de Compostela



As lendas contam que o apóstolo Santiago Maior andava a espalhar a palavra do cristianismo na península Ibérica por volta dos anos 36 - 40 d.C., tendo depois voltado para Jerusalém onde foi mandado decapitar por ordem de Herodes Agripa I, sendo os seus restos mortais trasladados de forma misteriosa para a Galiza num barco. 
Já no século 9, um ermitão chamado Pelágio viu uma luz misteriosa que brilhava no meio de uma floresta sobre um túmulo romano, tendo comunicado a descoberta ao bispo de Iria Flávia, que reconheceu o feito como um milagre e informou da descoberta o rei Afonso II, que ordenou a construção de uma capela no local da sepultura, diz-se que o rei foi o primeiro peregrino do santuário.
Rapidamente o acontecimento se espalhou por todo o mundo cristão e se tornou um dos mais importantes centros de peregrinação do mundo cristão. A cidade foi se enchendo de peregrinos vindos de toda a Europa seguindo o Caminho de Santiago.   


O local tornou-se num símbolo da luta dos cristãos contra os muçulmanos, tendo sido destruído pelos muçulmanos no final do século 10 e reconstruído no século seguinte. Os edifícios de estilos românicos, góticos e barrocos, fazem de Santiago de Compostela uma das cidades mais bonitas do mundo. Os monumentos mais antigos estão concentrados ao redor do túmulo de São Tiago e da catedral, que contém a notável Pórtico de la Gloria.
A catedral começou a ser construída no ano de 1075, durante o reinado de Afonso VI e a sua arquitetura segue o mesmo plano da igreja de tijolo de São Saturnino de Toulouse, um dos maiores edifícios românicos de França. A construção foi interrompida em várias ocasiões por controvérsias da história, a primeira das quais em 1088 quando o bispo Diego Páez, um dos patrocinadores da catedral, foi preso por traição.


Com a crescente popularidade os peregrinos foram chegado de toda a Europa e foram surgindo caminhos vindos de todas a partes da Europa, a peregrinação a santiago ficou tão conhecida que acabou por adquirir importância equivalente à Via Francigena  (com destino a Roma) e a Jerusalém. Durante alguns séculos, a peregrinação ficou um bocado esquecida, só a partir dos anos 1980 é que voltou a se popularizar, embora que atualmente grande parte das pessoas que fazem o Caminho já não o fazem por motivos religiosos.
Pela sua riqueza patrimonial e espiritual Santiago de Compostela é um destino para se voltar vezes sem conta. Conheça o nosso roteiro em http://www.besttimetour.com/tour/city-breaks-santiago-de-compostela-3-dias-portugal/.

Outros tours em www.besttimetour.com

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...