Mostrar mensagens com a etiqueta Norte de Portugal. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Norte de Portugal. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Vista por Santiago de Compostela



As lendas contam que o apóstolo Santiago Maior andava a espalhar a palavra do cristianismo na península Ibérica por volta dos anos 36 - 40 d.C., tendo depois voltado para Jerusalém onde foi mandado decapitar por ordem de Herodes Agripa I, sendo os seus restos mortais trasladados de forma misteriosa para a Galiza num barco. 
Já no século 9, um ermitão chamado Pelágio viu uma luz misteriosa que brilhava no meio de uma floresta sobre um túmulo romano, tendo comunicado a descoberta ao bispo de Iria Flávia, que reconheceu o feito como um milagre e informou da descoberta o rei Afonso II, que ordenou a construção de uma capela no local da sepultura, diz-se que o rei foi o primeiro peregrino do santuário.
Rapidamente o acontecimento se espalhou por todo o mundo cristão e se tornou um dos mais importantes centros de peregrinação do mundo cristão. A cidade foi se enchendo de peregrinos vindos de toda a Europa seguindo o Caminho de Santiago.   


O local tornou-se num símbolo da luta dos cristãos contra os muçulmanos, tendo sido destruído pelos muçulmanos no final do século 10 e reconstruído no século seguinte. Os edifícios de estilos românicos, góticos e barrocos, fazem de Santiago de Compostela uma das cidades mais bonitas do mundo. Os monumentos mais antigos estão concentrados ao redor do túmulo de São Tiago e da catedral, que contém a notável Pórtico de la Gloria.
A catedral começou a ser construída no ano de 1075, durante o reinado de Afonso VI e a sua arquitetura segue o mesmo plano da igreja de tijolo de São Saturnino de Toulouse, um dos maiores edifícios românicos de França. A construção foi interrompida em várias ocasiões por controvérsias da história, a primeira das quais em 1088 quando o bispo Diego Páez, um dos patrocinadores da catedral, foi preso por traição.


Com a crescente popularidade os peregrinos foram chegado de toda a Europa e foram surgindo caminhos vindos de todas a partes da Europa, a peregrinação a santiago ficou tão conhecida que acabou por adquirir importância equivalente à Via Francigena  (com destino a Roma) e a Jerusalém. Durante alguns séculos, a peregrinação ficou um bocado esquecida, só a partir dos anos 1980 é que voltou a se popularizar, embora que atualmente grande parte das pessoas que fazem o Caminho já não o fazem por motivos religiosos.
Pela sua riqueza patrimonial e espiritual Santiago de Compostela é um destino para se voltar vezes sem conta. Conheça o nosso roteiro em http://www.besttimetour.com/tour/city-breaks-santiago-de-compostela-3-dias-portugal/.

Outros tours em www.besttimetour.com

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Roteiro pelas festas das Vindimas


Somos um país de festas e romarias. Um pouco por todo o país ao longo de todo o ano, as festas vão animando as nossas gentes e aqueles nos visitam. Mas com o aproximar do fim do verão e o com início do Outono, é tempo de dar lugar às colheitas, em especialmente às vindimas. É um novo tempo de festas, os trabalhos nas vinhas fazem-se em ambiente de festa e convívio, que se vai espalhando pelas suas gentes.
E é isto mesmo que vos dá-mos a conhecer hoje, algumas das festas e romarias mais importantes do nosso país, estas trazem uma nova alegria depois do fim do verão, da partida dos emigrantes – que foram enchendo as ruas durante os últimos meses - e do regresso ao trabalho. 




As Festas das Vindimas de Palmela começaram em 1963, nasceram do desejo de dar à cidade umas festas que honrassem o património vinícola da região e animam a cidade de Palmela durante cerca de 7 dias, em setembro. Tudo nasceu da vontade de 2 homens, Álvaro Cardoso e Tito Monteiro.
Estas festas têm 3 grandes momentos, Pisa e Bênção do 1.º Mosto, o Cortejos Alegóricos e a eleição da Rainha das Vindimas, além destes há outras atrações como concertos, largadas de touros ou espetáculos pirotécnicos. 
Apesar da região vinícola de Setúbal não ser reconhecida instantaneamente, tem vinhos e castas de alta qualidade que estão a crescer cada vez mais. Distinguem-se entre tinto, branco e moscatel. No que toca aos tintos é a casta Castelã que domina, origina vinhos encorpados, de cor intensa e aroma intenso. No caso dos brancos, estes derivam de castas como Fernão Pires e Moscatel de Setúbal, com boa estrutura e aroma frutado.

As Festas da Vindimas de Ponte da Barca, realizam-se nos inícios de outubro e são organizadas pela Câmara Municipal de Ponte da Barca, com o apoio Adega Cooperativa e Associações do concelho. As festas fazem jus à forte ligação da cidade com a tradição vitivinícola, integrando momentos relacionados com isso mesmo, como é o caso da Pisada das uvas, da Tirada do Vinho e outras recriações. Fazem ainda parte das festas muita música e danças tradicionais como é o caso das Rusgas e Ranchos Folclóricos, tem ainda tasquinhas e uma feira de artesanato.



Embora as festas das Vindimas de Ponte da Barca não se realizem à muito tempo, celebram um dos mais importantes vinhos do nossos país, o segundo mais exportado a seguir ao Vinho do Porto, o Vinho Verde é produzido na Região Demarcada dos Vinhos Verdes e é único no mundo. É um vinho leve e fresco, com moderado teor alcoólico, frutado, fácil de beber, ótimo como aperitivo, saladas, peixes, mariscos, carnes brancas, tapas, sushi, sashimi e outros pratos internacionais.

Estas foram dois exemplos de festas e romarias que homenageiam os nossos vinhos e as nossas tradições. As vindimas são uma época importante, são o culminar de muitos meses de trabalho que nem sempre são fáceis graças às condições climatéricas.

Temos a certeza que ficou com vontade de conhecer o nosso país em época de vindimas e quem sabe participar em alguma. Esperamos por si, entre www.besttimetour.com e escolha o seu tour preferido.


segunda-feira, 21 de março de 2016

Primavera - A melhor época para visitar Portugal

Portugal é caracterizado por temperaturas amenas e agradáveis quase em todo o ano, mas com a chegada da Primavera e os dias mais longos, chega, também, a vontade perder-se pelas paisagens coloridas que este país oferece.
Seja a Norte, Centro ou Sul dePortugal, não se arrependerá de marcar viagem durante a Primavera, mas colocamos alguns ingredientes extra para esta receita de sucesso que une Portugal à Primavera.



Amendoeiras em Flor

Considerado um dos espetáculos naturais de maior beleza em Portugal, o florescimento das amendoeiras no Douro superior, abre-nos portas para a região de Trás-dos-Montes, nomeadamente Freixo de Espada à Cinta, Miranda, Mogadouro, Torres de Moncorvo e Vila Nova de Foz Côa.
Para acolher esta época de florescimento, estas cidades preparam um programa especial que decorre nos meses

Fevereiro e Março. Com as paisagens a pintarem-se de tons claros, visite a região para dar as boas-vindas à Primavera e não se esqueça de inspirar fundo para sentir todo o aroma que a flor das amendoeiras deixa no ar.



Rumo a Sul

Com um clima do tipo mediterrânico, a região sul de Portugal é a ideal para desfrutar de uns dias de sol e calor, banhados pelo Oceano Atlântico. Desportos radicais, golfe, atividades ao ar livre são algumas das múltiplas atividades que o Algarve terá para lhe oferecer nesta época do ano.




Estava a aguardar, ansiosamente, pela entrada da Primavera? 
Partilhe com a Best Time Tour o destino que pretende e venha visitar Portugal nesta estação do ano. 

Conheça todos os Tours em www.besttimetour.com



segunda-feira, 14 de março de 2016

Celebre a Páscoa em Braga - Semana Santa

Braga, situada no Norte de Portugal, é a terceira maior cidade portuguesa. Repleta de detalhes da presença demarcada dos romanos, Bracara Augusta, como era apelidada nesse tempo, possui uma história que remonta a mais de 2000 anos. Com uma ligação estreita com a religião é em Braga que se encontra a mais antiga Catedral de Portugal e o Mosteiro de S. Martinho de Tibães, casa-mãe dos beneditinos.




Cedo se implantou como um dos principais centros religiosos de Portugal, que atrai milhares de devotos anualmente, fruto de uma herança fértil de santuários e igrejas. Braga é, também, detentora de um dos sacro-montes mais antigos da europa. Adicionalmente, as suas paisagens são preenchidas por espaços verdes a não perder. Braga é um destino perfeito para uma pequena city break, que atinge um dos seus pontos altos com a celebração da Semana Santa.




A Semana Santa de Braga, detentora da medalha municipal de mérito, é um dos eventos chave da região, com diversas manifestações populares. As celebrações iniciam-se no Sábado antes do Domingo de Ramos (neste ano a 19 de março) e estendem-se até ao Domingo de Páscoa (27 de março). Durante toda a semana pode acompanhar as inúmeras devoções realizadas nos monumentos religiosos e as procissões que atingem o seu pico na noite de sábado anterior à páscoa (26 de março), com a Procissão do Enterro do Senhor, que leva, anualmente, mais de 100.000 pessoas até Braga.




Para que conheça um pouco mais este evento anual, partilhamos este vídeo:




Rume até à “Capital do Minho” para acompanhar a Semana Santa e não deixe de visitar outras atrações a não perder na cidade:

  • Sé Catedral de Braga e o seu Museu;
  • Santuários do Bom Jesus do Monte, Nossa Senhora do Sameiro e Falperra;
  • Mosteiro de S. Martinho de Tibães;
  • Museu Pio XII;
  • Centro histórico de Braga;
  • Casa dos Crivos;
  • Termas romanas da cividade;
  • Fonte do ídolo (monumento romano).


Participe nas celebrações da Semana Santa de Braga e visite um dos mais bonitos centros históricos do país! Conheça o nosso Tour por Braga e tantos outros tours em www.besttimetour.com.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...