terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Doces típicos de Portugal

Hoje vamos falar sobre doces! Se há coisa maravilhosa em Portugal é a sua gastronomia e doces então... nem se fala! Desde os doces conventuais aos doces mais pasteleiros, variedade é o que não falta. E locais para os provar também não. Em qualquer canto de Portugal encontrará, com toda a certeza, uma pastelaria ou confeitaria onde poderá deliciar-se com estas iguarias. Deixamos a nossa sugestão.


Ovos-moles - é um doce típico de Aveiro, cujo método de produção se deve às freiras dos vários conventos lá existentes até ao século XIX - dominicanas, franciscanas e carmelitas.


Pastel de Belém - nasceu no Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, numa tentativa de subsistência do mosteiro.


Queijadas de Sintra - as primeiras referências remontam ao século XIII, reinado de D. Sancho II. Nessa altura, as queijadas eram uma forma de pagamento de foros.


Pastéis de Tentúgal - é um doce conventual, confecionado desde os finais do século XIX, criado pelas freiras carmelitas, do Carmelo de Tentúgal.


Pudim Abade de Priscos – é um pudim típico de Braga. Ficou conhecido quando Pereira Júnior, diretor do Magistério Primário feminino de Braga no antigo Convento dos Congregados, pediu ao Abade de Priscos receitas para ensinar no magistério.


Castanha Doce de Arouca - feito à base de ovos, açúcar e amêndoa. A sua história está ligada às freiras Bemardas, do convento de Arouca, que terão criado a receita.


Dom Rodrigo - é o doce-rei do Algarve. O nome vem de um frade de um mosteiro em Lagos, que foi o responsável pela receita original. É uma mistura de fios, doce de ovos, miolo de amêndoa, canela e açúcar, que depois é embrulhada em papéis coloridos.


Rebuçados de Ovos - integram a vasta doçaria conventual alentejana. A receita é atribuída às freiras do Convento de Santa Clara e o resultado são uns rebuçados sublimes, embrulhados em papel de seda, que se derretem na boca.


Sericaia - doce tipicamente alentejano, com marcas da doçaria conventual, implementado pelas mãos das freiras do convento de Elvas e de VilaViçosa.


Bolo de Mel - é um bolo típico da doçaria do Arquipélago da Madeira. É preparado com mel de cana e pode conservar-se durante um ano inteiro. De acordo com a tradição, o bolo deve ser preparado no dia 8 de dezembro, feriado de Nossa Senhora da Conceição, dando início aos preparativos do Natal.

Depois deste artigo não resistirá visitar-nos! Contacte a Best Time Tour para ter o apoio que necessita numa visita a Portugal. Queremos mostrar-lhe o que de melhor tem o nosso país para oferecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...